Pesquisar por Palavra Chave

Course

Cursos

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Objetivos

O principal objetivo do Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Faculdade Lourenço Filho é formar profissionais aptos a aplicarem com eficiência e senso crítico a Tecnologia da Informação no mercado de trabalho, proporcionando aos tecnólogos conhecimentos e formação integral, com base nas tendências da competitividade contemporânea, tornando-os capazes de intervir no desenvolvimento econômico e social da região.

Perfil de egresso

A Faculdade Lourenço Filho também procurou identificar o perfil ideal do profissional do curso proposto para o Estado do Ceará, observando as especificidades das organizações locais. O Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas deverá desenvolver em seus futuros egressos o seguinte conjunto de competências e habilidades fundamentais, e incentivar um conjunto de valores/atitudes importantes ao moderno profissional de TI, que será apresentado em seguida.

Competências e habilidades fundamentais ao egresso do Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

1. Analisar, projetar e desenvolver sistemas de informações com base em conhecimentos tecnológicos adquiridos;
2. Gerenciar equipes de profissionais de desenvolvimento de sistemas de informação, seguindo métodos de analise e projetos de sistemas;
3. Dominar as novas tecnologias de desenvolvimento de software, de modo selecionar e aplicar tais tecnologias no desenvolvimento dos sistemas de informação;
4. Ser criativo e inovador na proposição de soluções e identificar oportunidades de negócios com o objetivo de criar e gerenciar empreendimentos para a concretização das oportunidades;
5. Ter uma visão sistêmica das organizações e compreender a inter-relação das diferentes áreas organizacionais, de modo poder identificar problemas e limitações das organizações e propor soluções baseadas em sistemas de informação, avaliando os riscos e ganhos inerentes a cada uma delas;
6. Participar ativamente do planejamento e implementação das estratégias organizacionais, identificando as mudanças tecnológicas e analisando as diferentes possibilidades da tecnologia da informação;
7. Conceber e especificar arquiteturas de TI para sistemas informatizados;
8. Participar e conduzir processos de negociação;
9. Ser flexível e adaptar-se ao ambiente organizacional e a novas tecnologias;

Valores e atitudes fundamentais ao egresso do Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

1. Comprometimento com a ética pessoal e profissional e com a construção de valores que explicitem a responsabilidade social;
2. Proatividade e iniciativa na busca de soluções;
3. Abertura às mudanças;
4. Curiosidade, competitividade e visão empreendedora;
5. Compromisso com o aperfeiçoamento profissional e com a educação continuada, e valorização do auto-aprendizado;
6. Persistência na busca de seus objetivos e do crescimento pessoal, autoconfiança e disciplina;
7. Espírito de cooperação e colaboração na atividade profissional;
8. Sensibilidade para perceber mudanças e dinamismo para executá-las;
9. Compromisso com o bem-estar e progresso social e econômico da região e do país.

Missão do curso

O Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Faculdade Lourenço Filho visa formar cidadãos capazes de promover o desenvolvimento das organizações e da própria sociedade, desempenhando atividades nas áreas de planejamento, análise, desenvolvimento e manutenção de sistemas de informação.

A Faculdade Lourenço Filho pretende ser reconhecida como uma instituição de referência no cenário educacional, através do aprimoramento contínuo do ensino, pesquisa e extensão, da viabilidade financeira, da satisfação dos seus alunos, professores e colaboradores, da abertura e manutenção de parcerias, do relacionamento faculdade-empresa, e da sua proximidade com a sociedade de uma forma geral.

Perguntas Frequentes

O que é ser analista de sistemas?

O analista de sistemas ou atualmente mais conhecido como sistematizador de informações, é aquele que tem como finalidade realizar estudos de processos computacionais para encontrar o melhor e mais racional caminho para que a informação virtual possa ser processada. Este profissional estuda os diversos sistemas existentes entre hardwares (equipamento) e softwares (programas) e o usuário final, incluindo seus comportamentos e aplicações. A partir dessa conexão, desenvolve soluções que serão padronizadas e transcritas da forma que o computador possa executar. Os profissionais da área criam programas, que são executados em hardwares operados por usuários, preparados e treinados em procedimentos operacionais padronizados. Assim, cabe ao analista de sistemas, parte da organização, implantação e manutenção de aplicativos e redes de computadores.

Quais as características necessárias para ser analista de sistemas?

É necessário que o profissional que deseja obter sucesso na área, tenha raciocínio lógico e boa dose de iniciativa na resolução de problemas e criação de softwares. Como o desenvolvimento de programas é um trabalho que requer concentração e capacidade permanente de aprendizagem, a predisposição de estar sempre pronto a mudanças é fundamental. Além disso, é importante apresentar as seguintes características:

* Criatividade: o profissional deve sugerir novos caminhos para a empresa melhorar o seu desempenho global, através do uso racional e criativo da tecnologia de informação

* Bom senso: existem situações inéditas e imprevistas onde o profissional da informação tem que decidir pelo que julga melhor para os negócios da empresa, baseado mais nos seus sentimentos íntimos do que em uma sólida base de dados e informações

* Liderança: o analista deve ser um líder no processo de mudança da organização. O gerente é aquele que administra a mudança, mas o líder é aquele que motiva as pessoas para a mudança, tornando-as possíveis

* Senso analítico e boa comunicação: não basta ter uma boa idéia, é necessário ter a capacidade de organizá-la e de expô-la de forma a mostrar para os demais a sua viabilidade técnica e econômica

* Atualização tecnológica: o profissional deve se manter atualizado, uma vez que a informática e a tecnologia da informação têm evoluído de uma forma vertiginosa nos últimos anos. O estudo, pesquisa e desenvolvimento tecnológico são atividades do dia a dia deste profissional. É muito importante que o analista tenha a consciência de que a sua área de interesse não pode se limitar à informática e a tecnologia de informação, mas deve abranger, também, outras áreas de conhecimento, principalmente, administração e ciências humanas

* Boas relações interpessoais: o tipo de atividade desenvolvida pelo analista exige uma interação e uma integração muito grande com os usuários, exigindo do profissional a capacidade de sentir de forma mais abrangente os problemas, as reais necessidades e aspirações dos seus “clientes” ou interlocutores

* Boa visão sistêmica: o analista deve ter uma visão sistêmica da organização e, portanto, uma visão muito clara da missão e dos objetivos empresariais. Ao profissional, não cabe apenas a responsabilidade de informatizar, o seu principal compromisso, com a empresa, é fazer o melhor uso possível da tecnologia da informação, visando uma melhor competitividade e eficácia empresarial

* Domínio da língua estrangeira: O domínio da língua inglesa é fundamental para um profissional que trabalha com tecnologia de ponta.

Qual a formação necessária para ser analista de sistemas?

Até alguns anos atrás, o estudante que desejasse trabalhar com análise de sistemas, deveria prestar vestibular selecionando a opção Análise de Sistemas – Bacharelado, com duração média de 4 anos. Hoje, temos os cursos de tecnólogo em análise e desenvolvimento de sistemas, que é um profissional de nível superior formado em um Curso Superior de Tecnologia. Essa modalidade de graduação visa formar profissionais para atender campos específicos do mercado de trabalho. Seu formato, portanto, é mais compacto, com duração média menor que a dos cursos de graduação tradicionais. Sendo um profissional de nível superior, os tecnólogos podem dar continuidade aos seus estudos cursando a pós-graduação Stricto sensu (Mestrado e Doutorado) e Lato sensu (Especialização).

Entre as atividades de um analista de sistemas, estão:

* Administração do fluxo de informações geradas e distribuídas por redes de computadores dentro de uma organização

* Planejamento e organização do processamento, armazenamento, recuperação e disponibilidade das informações

* Suporte aos usuários e infra-estrutura tecnológica

* Gestão de projetos

* Levantamento de requisitos, análise, especificação, projeto do sistema, programação, testes, homologação, implantação e acompanhamento dos sistemas solicitados por seus usuários

* Criação de novos produtos e serviços computacionais

Áreas de atuação e especialidades?

* Projetista e Engenheiro de Software

* Administrador de Banco de Dados

* Analista de Sistemas

* Consultor de tecnologias, tanto de hardware, de software ou de processos informatizados

* Gerente da área/empresa tecnológica

* Apoio ao desenvolvimento de Projetos Pedagógicos e atuação como docente no ensino da informática

* CIO – ChiefInformation Officer – Responsável por gerenciar a informação na empresa

* CTO – Chief Technology Officer – Responsável por gerenciar a tecnologia da informação na empresa

Mercado de Trabalho

Embora sejam profissões relativamente novas, a análise de sistemas, sistemas de informação (SI) e outras da área da informática já conquistaram um espaço relevante no mercado de trabalho. Sendo assim, esta se caracteriza por ser uma forte área no mercado de trabalho, com as atuações mais cobiçadas, ligadas a sistemas de informação gerencial, que agrupam e sintetizam os dados das operações da organização para facilitar a tomada de decisão pelos gestores da organização, e também a de sistemas de informação estratégicos, que integram e sintetizam dados de fontes internas e externas à organização, utilizando ferramentas de análise e comparação complexas, simulação e outras facilidades para a tomada de decisão da cúpula estratégica da organização.

INFORMAÇÕES CURRICULARES

MÓDULO I
Algoritmos
Inglês Técnico
Introdução à Arquitetura de Computadores
Introdução à Lógica Matemática
Fundamentos de Matemática
ATIVIDADES COMPLEMENTARES I
MÓDULO II
Programação Orientada a Objetos
Estruturas de Dados
Banco de Dados I
Sistemas Operacionais
ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS
SEMINÁRIOS DE QUESTÕES CONTEMPORÂNEAS I
MÓDULO III
ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS ORIENTADOS A OBJETO
DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS I
PROGRAMAÇÃO PARA BANCO DE DADOS
Banco de Dados II
ENGENHARIA DE SOFTWARE
Atividades Complementares II
MÓDULO IV
DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MULTIMÍDIA
PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET
EMPREENDEDORISMO
GERÊNCIA DE PROJETOS
DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS II
PROJETO INTEGRADOR MULTIDISCIPLINAR I - PIM I
MÓDULO V
ENGENHARIA DE REQUISITOS
ÉTICA PROFISSIONAL E RESPONSABILIDADE SOCIAL
FUNDAMENTOS DE REDES E SISTEMAS DISTRIBUÍDOS
DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO
SEGURANÇA E AUDITORIA DE SISTEMAS
DISCIPLINA ELETIVA
PROJETO INTEGRADOR MULTIDISCIPLINAR II - PIM II

MAIS INFORMAÇÕES

Matriculas
Turno Noturno
Mensalidade R$ 569,14
Transferido 50% R$ 284,57
Vestib./Enem 30% R$ 398,40
Convênios 35% R$ 369,94
Grad./Ex-alunos LF E VEGA 40% R$ 341,48
Duração 2,5 anos
Vaga 80
**Válido somente para alunos novatos 2017.2